Itacaré: como ficar perto da muvuca, mas não ser engolido por ela

Decidi ficar em Itacaré por uma opção familiar, mais do que pela fama das praias. Como fui em um final de ano, época em que a região é muito visitada, tive uma grande preocupação em não ficar em um local muito agitado e cheio de gente. Estava cansada de ouvir que “Itacaré era legal 10 anos atrás e agora está muito lotada”. Bom, com isso em mente, minha opção foi alugar uma casa na estrada que liga Ilhéus a Itacaré. A rodovia tem 70km e grande parte dela conta com belíssimas praias e muito pouca gente.

No próprio site de Itacaré é possível encontrar possibilidades de casas para alugar, mas também pesquisei em outros sites (como o AirBnB e o OLX). Acabei optando por duas casas para o período: uma mais simples e barata para o natal e outra em frente ao mar para o reveillon. A primeira casa, Recanto Ana e Zé, ficava na Vila Sargi, que está no km30 da estrada. Essa localidade é uma vilinha, com estrada de terra, casas de veraneio, duas pequenas vendas e só. Achei o local bastante tranquilo e a casa muito boa. O único problema era o excesso de muriçocas.

545727_102531443241571_30051175_n

A segunda casa foi a Casa Amarela, que ficava no km27 da estrada em uma entrada bem em frente à Cabana da Empada – ponto de parada de muitos viajantes e que conta com empadinhas muito boas. Aqui não existe sequer uma vila, são apenas algumas poucas casas que ficam ao longo da esburacada estrada de terra que leva à praia.

Natal e Reveillon_2014-15 003_edit

Em ambas as localidades, a praia era maravilhosa – ainda que a do km27 seja ainda mais bonita – e muito vazia. Águas mornas, longas extensões de areia ótimas para caminhadas e poucas pedras. Nos 13 dias em que estive na região aproveitei não apenas as praias próximas às casas, mas também outras atrações na vila de Itacaré e nas redondezas e, sinceramente achei muito tranquilo. Para ser mais exata, até o dia 31 de dezembro, estava tudo bem sossegado. Com a proximidade do reveillon percebi um aumento significativo do movimento e aí sim vi a ‘muvuca’ de que tantos falam, mas ainda assim, a região da casa em que estávamos ficou bastante tranquila.

Ficar em casas alugadas é um bom esquema para quem quer gastar menos e ficar em lugar com clima mais caseiro. No entanto, é preciso ter disposição para cozinhar e arrumar minimamente o lugar pois em geral não há restaurantes a curtas distâncias e as limpezas são feitas apenas na entrada e saída de clientes. Para quem gosta, andar na praia, comprar peixes recém pescados ali mesmo e ir para casa cozinhar pode ser uma experiência e tanto 🙂

Natal e Reveillon_2014-15 321_

Se a sua opção for alugar uma casa, deixo aqui uma listinha de perguntas que eu mesma deveria ter feito antes de fechar o aluguel. Além das questões básicas (preço, quantidade de quartos, localização, segurança…), vale perguntar se ela tem: roupas de cama e banho; microondas; máquina de lavar; televisão. Essas coisas podem influenciar muito o que você terá que levar e que tipo de coisas vai comprar no supermercado para equipa-la.

Há também hotéis nesta estrada, mas são opções de hospedagem muito mais cômodas para quem está de carro. Há muitas atrações e você precisará andar 10 a 20km para chegar até elas. Quem vai sem carro pode ficar no centro mesmo de Itacaré – neste caso, realmente não recomendo o período do reveillon – ou no centro de Ilhéus, onde há mais atrações históricas e culturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *