Venda de comida a bordo

A prática de vender comidas à bordo tem crescido no mercado de aviação. Para você que é marinheiro de primeira viagem nesse assunto, a prática consiste na possibilidade de comprar comidas à bordo para serem consumidas durante o voo. Digo isso para não irmos com a venda de chocolates e especiarias importadas que já eram feitam em voos internacionais. Não é isso. A venda que estamos falando aqui é para consumo no próprio voo para complementar o lanche distribuído pela companhia ou mesmo para substituí-lo.

A pioneira no Brasil nessa prática é a Webjet que passou a não distribuir mais lanches e apenas vendê-los no trecho Salvador-São Paulo, em caratér experimental. Seguem abaixo fotos do cardápio para que vocês conheçam as opções e preços oferecidos pela empresa.

Ainda não estive em um voo com o serviço então não posso avaliar a qualidade. No entanto, já viajei por outra companhia que utiliza esse sistema, a Ryanair, que voa na Europa. A diferença é que lá você encontra passagens por 1, 5 ou 10 euros com muito mais facilidade e, com esse preço, pagar a mais por malas e comida não me parece tão absurdo. Vamos acompanhar como evoluem os preços da Webjet para ver se esse esforço para diminuir custos da companhia vai se refletir em passagens mais baratas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *